Cultura, Moda

Arte & Design de moda: Entrevista com Duda Moraes

De onde vêm a inspiração para as estamparias das roupas das grandes grifes como Animale, Tidsy, A.brand para as quais Duda trabalhou e ainda trabalha? O quanto a arte e o design estão interligados e podem conversar? Essas respostas vêm da artista e designer Duda Moraes para E você?

Fui ao encontro da Duda como é conhecida e chamada por todos. Ela me recebeu em seu ateliê.

Duda Moraes

Duda Moraes

 

A Duda se formou em desenho industrial e projeto produto pela Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC). Para seu projeto final juntou suas duas paixões da época: o samba e a moda. Duda se lançou numa coleção de roupas e acessórios inspirados no samba.

Pesquisa sobre samba

Pesquisa sobre samba

Para isso fez pesquisas, frequentou diversas rodas de samba, fotografou, filmou e pôde assim concretizar seu projeto. Em suas palavras: “Foi uma emoção só, todo mundo chorando na apresentação, pois consegui juntar a simplicidade que vem do samba mostrando a riqueza enorme da nossa cultura. E realmente o resultado ficou muito legal. Acabei fazendo um clip com a musica do Aleh como tema: https://vimeo.com/9717467

 

 

coleção inspirada no samba

coleção inspirada no samba

Eu descobri que tudo o que eu faço tem que ter essa emoção, essa entrega. Porque a arte é um pouco isso. Essa entrega, essa angústia. Você não sabe o que vai acontecer… mas o processo é mais importante do que o resultado”.
Durante seu curso de desenho industrial já trabalhava no escritório da Ana Laet, de comunicação agregando arte, moda e design. Foi nele que Duda começou a trabalhar com estamparia (concepção de estampas para roupas) e seu diferencial era os desenhos manuais. Apesar de gostar muito de desenhar e de conviver no mundo das artes plásticas com sua mãe Gabriela Machado, Duda encarava o desenho como algo natural e não imaginava que ele pudesse se tornar seu “métier”: “Eu não sabia que eu desenhava. Comecei fazer o primeiro trabalho, o segundo e foi dando certo…de repente todas as estampas começaram a solicitar o desenho a mão. Foi aí que eu descobri que eu gostava de desenhar, que aquilo podia virar outra coisa. Fui desenvolvendo uma linguagem própria. Quando saí do escritório da Ana as pessoas começaram a me procurar não só pelo desenho, mas também por um olhar mais solto, mais artístico que eu podia oferecer: as manchas, as pinceladas, os florais, ousar, pesquisar o que está acontecendo no mundo….”
Algumas das estampas da Duda para Grifes:

Animale verão 2015

Animale verão 2015

Tidsy verão 2015

Tidsy verão 2015

Segundo a Duda os Florais funcionam muito bem na moda. Pela forma, pelo movimento, pela sensualidade, pelas cores, pela feminilidade…

Alessandra: Qual a diferença entre arte e moda?

Duda: Para moda eu vou fazer algo mais ilustrativo. A arte eu exploro mais a forma, a ocupação do papel, as cores que eu vou usar. A moda é diferente você usa uma cor e muda depois.

Alessandra: Quando uma grife pede uma estampa como é o processo? Você faz propostas ou é a grife que te sugere uma tendência? E o quê te inspira?

Duda: Depende muito do cliente. Tem uns que chegam com um tema, com uma tabela de cor e tem outros que chegam com uma idéia e ai a gente trabalha muito junto. Geralmente tem um tema para coleção. Mas independente disso eu gosto muito de explorar, de propor coisas novas, sempre faço muita pesquisa. Na moda tem algumas exigências que a gente precisa respeitar. Uma roupa não pode ter cara de quadro. Ela tem que ser funcional e se adequar à parte de venda.

O trabalho da Duda mudou após um curso que ela fez chamado Procedência & Propriedade. Pedi que ela nos contasse um pouco sobre essa mudança:

Artistaplastica

“Era um curso de cinco semanas que você ficava quatorze horas por dia desenhando até o seu limite. Eu confirmei o aprendizado que eu tinha de que o talento vem do fazer. Você não nasce com ele. Você tem que gostar do que faz para poder passar horas trabalhando e se entregando. Foi quando eu comecei a pintar para valer. Estudei mais a arte e filosofia. E estou até hoje nesse processo. E é o meu fazer que vai me dizer para onde ir. A minha entrega.”

Alessandra: Você tem quadros em Galerias de arte?

Duda: Pois é eu estou trabalhando com duas galerias, a da Celma Albuquerque em Belo Horizonte e a da Mercedes Viegas no Rio de Janeiro. Elas me representam super bem! Como sou uma artista nova a gente conversa muito e elas me orientam.

Duda está preparando uma exposição para o ano que vêm.
Boa sorte Duda!
E você? Curtiu?
Deixe seu comentário.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply