trabalho
Comportamento

Você se sente realizado (a) em seu trabalho?

Resolvi escrever este artigo após ouvir algumas pessoas queixarem-se de seus trabalhos, confessarem suas frustações e sonharem em mudar de carreira. A minha pergunta é: “Por que não?”

As respostas aos “porquês” são várias: já passei da idade, não sei fazer outra coisa, o que eu gostaria de fazer não da tanto dinheiro…Mas você ao menos já tentou?

#Determinação

Bem mudar de carreira, de empresa ou montar seu próprio negócio não é uma decisão que possa ser tomada de uma hora para outra. Mas às vezes o que nos parece impossível é possível! Basta uma grande dose de coragem e de determinação. Nunca é tarde!
Passamos grande parte do nosso tempo trabalhando, então é melhor estarmos satisfeitos.
Muitos entram na vida profissional por necessidade financeira e não escolhem como ganhar a vida. Mas a mudança é possível. Conheço e admiro pessoas que com muita força de vontade e determinação trabalharam e estudaram até atingirem seus objetivos e conseguiram.

#Coragem #Força de Vontade

Outras depois de anos de experiência como engenheiros, advogados, dentistas abandonaram seus trabalhos para serem professor de yoga, chefe de cozinha ou abrir seu próprio negócio.
Não é fácil, é preciso muita coragem! Principalmente quando deixamos profissões formais, ou “bem sucedidas”, perante à sociedade, para outras menos “formais”. A sociedade é preconceituosa e muitas vezes às pessoas mais próximas de você serão as mais empenhadas em te dissuadir.
Nesse caso é preciso um ótimo auto-conhecimento e força de vontade. Como se realizar? O que te faz feliz? Se é ter o máximo de estabilidade financeira possível independentemente do que você faça oriente-se para um emprego público. Se você sonha em abrir sua empresa, você não precisa largar seu emprego.

#Foco #Trabalhar dobrado

Hoje existem mecanismos que te permitem oficializar o seu negócio mantendo o seu emprego, como por exemplo o MEI (micro empreendedor individual). Você pode começar sua atividade empresarial nas suas horas de folga. No inicio é cortar um dobrado, mas se é o seu sonho vale a pena tentar! Porém saiba que nos dois primeiros anos é bem provável que você não ganhe o suficiente para se sustentar, pois dependendo do seu negócio um investimento financeira sera necessário. Ha também o tempo da divulgação e do desenvolvimento do seu estabelecimento, tudo isso pode ser calculado em um plano de negócios. Existem algumas instituições como o Sebrae que podem te ajudar nesse requisito.

#Minha experiência

Esse artigo não é um texto de auto-ajuda, apenas estou compartilhando da minha própria experiência. Pois para mim o trabalho é uma forma de realização pessoal.
Depois de formada pela UFRJ e de um mestrado em Paris em relações internacionais, trabalhei três anos como jornalista especializada em política internacional. Resolvi abandonar o jornal para dar aulas de dança, ser atriz e produtora cultural. O porquê da mudança? Embora eu adore escrever me dei conta que comer e beber noticias internacionais doze horas por dia não era a minha praia. Era como se eu estivesse vivendo em um mundo paralelo. Me identifico muito mais com as artes ou com a cultura de uma forma mais ampla.

Hoje depois de dez anos dando aulas de dança abri minha agência de viagem especializada em passeios temáticos Allez Samba Rio. Mas paralelamente escrevo para esse blog e faço alguns trabalhos artísticos. Preciso da criatividade para poder me expressar e me sentir viva.
E você? Do que você precisa?

Compartilhar sua experiência pode ajudar outras pessoas.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Website junho 17, 2015 at 7:55 am

    Hi there very nice web site!! Man .. Beautiful .. Superb .. I will bookmark your blog and take the feeds also? I’m glad to search out numerous helpful information right here within the publish, we’d like work out more techniques in this regard, thank you for sharing. . . . . .|

  • Leave a Reply